domingo, 30 de setembro de 2007

Último dia no Canadá

Pois é. Tudo tem um fim.

Hoje foi dia de empacotar o que ainda não estava empacotado, preparar e socar um pouco mais as malas. Aproveitar e dar uma descansada.

Descansada porque ontem a viagem ao Algonquin Park me matou e também tenho uma viagem de 10h pela frente, que provavelmente não vou conseguir dormir.

Digo que foi uma experiência muito legal. Valeu para conhecer o país. Para aprender Inglês, sugiro pesquisarem outras escolas que não a ILSC.

Com isso posso dizer: sim, conseguiria viver no Canadá.

Tem que se cozinhar do jeito brasileiro, porque comida canadense não dá muito certo.

Mais notícias quando já estiver em Porto Alegre.

Algonquin Park

Ontem, passeio despedida do Canadá. Fui ao Algonquin Park.

O lugar é muito legal pra quem gosta de natureza. Lagos com água transparente, árvores com muitos tons diferentes, já que aqui já é outono.

A atividade incluia uma hora de canoagem no Canoe Lake. É legal, mas a canoa, vamos dizer, não oferecia muito equilíbrio. Se desse pra passear num barco maior (e com menos chance de virar), seria melhor ainda.

Depois fomos para um local que dá acesso a um ponto onde se pode ter uma vista bem legal do parque. Foram 20 min de subida, descida, mais subida, desviar de árvores e pedras para se ter uma vista incrível. Ficamos lá uns 20 min e depois voltamos para o ônibus para voltarmos para Toronto.

O problema da viagem foi a agência que vendeu o pacote. Vamos dizer que viajamos três horas (cada trecho) num "school bus" um pouco melhorado. Foi horrível. Cheguei em Toronto quebrado.

Outro problema da viagem foi que esqueci minha câmera. Mas um carioca que estava no ônibus se ofereceu para fazer umas fotos minhas e me mandar por e-mail depois. Ele volta para o Brasil no próximo final de semana. Assim que der coloco uma foto aqui. :)

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Compras

O que tenho feito nos últimos dias? Compras!

Desde a última segunda até quarta, o negócio foi gastar dinheiro. Tive que até comprar um sacola porque a mala não seria suficiente.

Assim... quem fizer uma viagem tipo a minha, de "reconhecimento" de Toronto, faça o visto para visitar os EUA, mais específicamente Nova York. Do pessoal que conversei, lá é bem mais barato que no Canadá.

Resumindo... os preços do Canadá são piores que os dos EUA, mas mesmo assim melhores que os do Brasil.

Niagara Falls


A programação do domingo foi um passeio a Niagara Falls. No passeio estavam incluidas uma visita a vinícula em Vineland (acho que é esse o nome do lugar), uma parada rápida em Niagara-on-the-lake e finalmente em Niagara Falls.

Na vinícula, fizemos um tour de 45 min com explicações dos tipos de vinhos produzidos ali e uma degustação de três tipos de vinho. Um deles era diferente... um tal de icewine que só é produzido ali. Pela explicação, eles gastam 15 vezes mais uvas para fazer esse tipo de vinho porque as uvas não são colhidas até que congelem com o tempo. Com as uvas congeladas, eles extraem o "xarope" (não lembro o termo que ele usou), que não contém água. O resultado é um negócio doce pra cacete que não parece vinho. Parece um licor. :)

Seguindo viagem, parada de uma hora em Niagara-on-the-lake. Do pouco visto da cidade, é muito bonita, jardins bem cuidados, preços para acabar com os bolsos dos turistas. Mas aí está o ponto... toda região é turística, logo, tudo caro.

Finalmente chegamos a Niagara Falls.

A segunda coisa que se nota no lugar, depois das cataratas obviamente, é a quantidade de gente... muita gente. Tudo cheio.

O que posso falar das cataratas? É melhor olhar a foto que está neste post.

Curiosidade: para quem assistia Pica-Pau, no episódio que ele tenta descer as cataratas, sem que o barril descia ele cruzava com uns carinhas vestidos de amarelo que gritavam... pois é... eles existem. Ficam do lado Americano das cataratas. :)


Canada's Wonderland


No último sábado fiz uma visita ao Canada's Wonderland.

Montanhas Russas. Muuuitas Montanhas Russas. Foi basicamente isso a programação do passeio. A melhor de todas: Top Gun.

Vale o passeio. Mas esteja preparado para gastar dinheiro com alimentação, porque é proibido entrar com alimentos no parque, e paciência, porque algumas filas demoram...

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

High Park


Nesta quinta-feira, foi a vez do High Park.

O parque é grande, realmente enorme. Acho que caminhei por ele por 2-3 horas e acho que não vi tudo.

Para quem mora em Toronto, é um espaço muito legal para se ir num final de tarde ou final de semana.

Nota: finalmente consegui uma foto boa de um esquilo. :)

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Rush

Um dos motivos de eu ter escolhido setembro para vir para o Canadá foi a data do show do Rush que teria aqui, pela turnê Snakes & Arrows.

O que posso dizer do show? Que foi bom? Que foi legal?

Uma das respostas que posso dar é que foi "duca". :)

Não adianta, os caras são bons. E tenho dito.

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Toronto Harbour


Hoje fui fazer um city tour com professores aqui da escola. O itinerário incluia a CN Tower, Rogers Center e Harbour Front.

Mas não foi bem esse o itinerário. Caminhamos pela Dundas St W até o Eaton Centre, eles mostraram o shopping, o que tinha lá, etc e dali fomos na prefeitura e na velha prefeitura. Depois de algumas fotos, fomos rumo ao harbour front.

Caminhamos pela Bay St que, segundo as professoras, é o centro econômico de Toronto. Dali, seguimos pela Queens Quay até a entrada do porto. É um local agradável de se passear. Se está muito quente, a brisa do Lago Ontário ajuda um pouco. Como passeio não foi grande coisa, mas valeu para conhecer a "vizinhança".

Chinatown e Toronto Islands


Nesta segunda-feira, resolvi passear por Chinatown aqui em Toronto.

Fui caminhando pela Queen St W até chegar na Spadina Ave. Quando se dobra na esquina e caminha-se alguns metros, parece outra cidade. Todas as placas se não forem só em Chinês, estão em Inglês e Chinês. E a cidade também parece mais suja. É um bom lugar para se procurar lembrancinhas, como chaveiros, bandeiras, etc. Tem muitas quitandas pelo lugar também, vendendo todos tipos de verduras, legumes e frutas.

Outra atividade que fiz no dia, foi uma visita à Toronto Islands. Antes de tudo, uma dica: quando forem lá, usem um tênis confortável. As ilhas são um grande parque onde se pode caminhar, andar de bicicleta, roller e apreciar a natureza, além de conseguir fazer grandes fotos do centro de Toronto. Vale o passeio.

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Ottawa, Montreal e Quebec


No último final de semana, fiz uma viagem de 3 dias pela ISX (www.isx.ca) para a província de Quebec. O itinerário continha paradas em Ottawa, Montreal e Quebec.

Antes de mais nada, sim, foi uma viagem super rápida para se ter uma idéia das cidades e passar algumas horas por lá. Tanto que o nome da excursão "3-day french canada xpress".

Tudo começou na última sexta-feira. O ônibus partiu de Toronto rumo a Ottawa por volta das 7:30. Fizemos uma parada de cerca de 40 min na estrada e chegamos em Ottawa logo depois do meio-dia.

Como era "xpress" mesmo, tinhamos umas 3 horas para dar uma olhada na cidade. Quando o ônibus estacionou, fomos direto para o parlamento. Prédio que se destaca realmente na paisagem da cidade. Depois de muitas fotos do parlamento e do canal que corta a cidade, tinhamos um tempo livre para dar uma olhada em volta e almoçarmos. Comemos na primeira fazedora de hamburgers que achamos ali perto e isso foi nosso almoço. Depois passeamos num mercado, tipo feira livre, que tinha ali perto. O guia fez alta propaganda mas não achei grande coisa. Para quem é do Brasil, aquilo parece mais que normal. Certo, tinham algumas coisas diferentes, como garrafinhas bonitinhas de mapple syrup, mas nada de mais. A cidade no geral tem um "jeitão" de Toronto, só que mais limpa. Muitas embaixadas e bastante áreas verdes no caminho para a saída de Ottawa. E então partimos para Montreal.

Saímos de Ottawa para Montreal por volta de 15:20 e chegamos em Montreal, já no hotel, por volta de 18:00. Tinhamos a parte da noite em Montreal. Seguimos a dica do guia e fomos pela rua St Catherine no centro de Montreal para procurar algum lugar para comer. Posso estar com a impressão errada, mas não fui com a cara de Montreal. Ruas escuras por onde andamos, muita gente pedindo dinheiro na rua, entre outras coisas. Não parecia muito amistoso o lugar. Depois de jantarmos, voltei para o hotel porque estava simplesmente destruido. A distância Toronto-Montreal é cerca de 500 Km.

Na manhã seguinte, fizemos o check-out do hotel e fomos para um lugar tomar o café da manhã e na sequência, um city tour. O problema é que estava chovendo...
Depois do city tour, tinhamos cerca de 1:30 para fazermos o que quizessemos. Então um casal de cariocas me convidou para ir com eles para a basílica de Notre-Dame. Pegamos um táxi até lá, pagamos $4 para entrar na basílica. Realmente, o trabalho em madeira lá de dentro impressiona. Passamos quase uma hora por lá e então retornamos para o ônibus. Rumo a Quebec.

Saímos de Montreal acho que 12:30 e chegamos em Quebec por volta de 15:30. Vou ser sincero agora... de todas cidades visitadas, a que mais gostei foi Quebec. A cidade é muito bonita. Nunca estive na Europa, mas a cidade tem cara de cidade francesa. Ruas estreitas e tortuosas na parte velha da cidade, circundada por um muro. Muitas fotos pela cidade, compras e jantar. Essa parte digo que valeu a viagem. E de noite fomos na disco Dagobert.

No dia seguinte, check-out do hotel e de volta a Toronto. Saímos de Quebec 9:30, três paradas pelo caminho e 20:00 chegamos na estação York Mills em Toronto.

Foi cansativo, mas foi legal.

Nota: numa viagem dessas estejam preparados para comer muita porcaria pelo caminho e gastar dinheiro, porque tudo que é de comida é caro na estrada.

Até a próxima.

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Queen's Park


No passeio de hoje, decidi que tinha que ser uma coisa rápida, já que amanhã tenho meu passeio para Ottawa, Montreal e Quebec. Então optei em ir no Queen's Park.

Não tem muito o que falar na verdade... é uma área verde ao redor dos Legislative Buildings aqui. É um lugar legal pra dar uma descansada caso esteja caminhando por ali. :)

Nota: quase consegui bater uma foto de esquilo de perto.

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Casa Loma


Hoje depois da aula, resolvi visitar a Casa Loma.

Para explicar o que é a Casa Loma, vou colar do Wikipedia. :)


Casa Loma
(literalmente House on the Hill) foi a antiga residência do financista Sir Henry Mill Pellatt e, atualmente, é uma atração turística da cidade de Toronto, província de Ontário, Canadá. A mansão tem aparência de um castelo europeu. Era a maior residência, pelo menos até 1914, da América do Norte. Entretanto, a casa nunca foi terminada, pois primeiro, Sir Henry perdeu seu monopólio de energia em favor do poder público, depois decidiu investir em terras, mas a maioria dos canadenses só investia em títulos de guerra e não em residências. A economia sofreu uma grande depressão pós-guerra e todas as suas ações perderam valor. Em 1923, Henry estava em desespero, o Banco da Casa que garantia a maioria dos seus empréstimos quebrou. Ele devia ao banco em torno de 1,7 milhões de dólares canadenses, um valor estimado de 20 milhões de dólares canadenses hoje. Todos os seus bens foram confiscados, incluindo o castelo e todos os seus objetos, causando a ruína de Pellatt.

O real "tchan" do lugar é que ele foi cenário de vários filmes. Entre eles o X-Men, onde a Casa Loma era a escola de mutantes.

Logo que cheguei, um guia estava começando a aprensentar os locais da casa que serviram de local de gravação e os filmes feitos lá. Foi bem interessante os comentários de tantos mil dólares para gravar uma cena de 30 segundos e que na montagem final, foi cortada. :)

Depois de conhecer parte da casa, fomos para um dos quartos que tinha uma passagem secreta que levava para o porão da casa. No porão, onde existe uma piscina inacabada, houve uma aprentação de trechos de filmes gravados no local. Realmente... depois de ver a casa e ver a cena dá para se notar.

Depois do tour sobre cinema, hora de explorar a casa. Fui para os jardins da casa. Muito bonitos. Fotos, fotos e mais fotos.

Depois continuei explorando a casa, olhei os quartos que estavam com objetos originais, bonitos, mas nada de mais. Gostei mais do jardim.

A Casa Loma é um passeio interessante. Vale a pena passar umas 2 ou 3 horas por lá.

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Começam as aulas, Hockey Hall of Fame e Royal Ontario Museum


Hoje começou o curso. A única coisa que não gostei é que não estamos tendo aula no prédio da escola. A escola está superlotada e eles alugam salas de um centro comunitário da igreja católica chinese que tem aqui na Patrick St. Mas tudo bem.

Conheci meus colegas hoje. Três coreanos, três brasileiros (contando comigo), um alemão, uma austríaca, duas espanholas, um japonês e um venezuelano. Todos pareceram ser legais, basta agora a turma se "enturmar". Conversei bastante com um dos coreanos. O cara é bem louco e tem um inglês "entendível". :)

Depois da aula, fui até o prédio da escola e lá fiz o almoço. Não entendo porque alguém gasta um monte de dinheiro para fazer um curso de inglês fora do seu país e fica falando sua língua nativa. Noto isso bastante com brasileiros e coreanos. Após o almoço, hora de fazer as reservas das viagens. Já confirmei para Niagara Falls e falta confirmar para a parte francesa do Canadá.

Feito tudo isso, hora de passear. Comecei a tarde indo no Hockey Hall of Fame. Vou ser honesto... só é legal para quem conhece e acompanha o jogo. Não achei grande coisa. Seria o mesmo que mandar alguém de outro país no museu do Grêmio em Porto Alegre. Logo decidi ir para o Royal Ontario Museum.

Antes de mais nada... o ROM é muito legal.

Como nunca vi um museu desse tipo no Brasil, achei legal. O mais legal era ver a seção que fica no segundo nível. Animais empalhados, morcegos, pássaros, cobras e serpentes e... esqueletos de dinossauros!

No terceiro nível tem uma parte legal também que mostra armaduras, espadas, armas. Bem interessante.

Valeu o passeio. Claro que havia muito mais coisas que vi, só estou destacando o que eu gostei mais.

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Dia de Testes

Hoje começaram minhas aulas na ILSC aqui em Toronto. O dia foi basicamente de avaliações de Inglês. Grammar, Comprehension, Writing e uma rápida conversa com um dos professores. Me enquadraram como Intermediate 3. Achava que estava melhor, mas vamos ver no que dá.

Como a escola estava lotada e mais um bando fazendo avaliação, eles usaram o salão de uma igreja aque havia ali perto na Patrick St.

Depois de todos os testes, voltamos para a ILSC, que fica na University Ave, e nos foi aprensentado os principais departamentos da escola. Quando tudo acabou, já eram mais de uma da tarde. Caminhei um pouco pela University Ave e sentei na frente da City Court, puxei o almoço da mochila e mandei bala ali mesmo. Nota: escolhi o lugar porque na hora tinha muita gente fazendo isso ali, então não me senti intimidado a fazer o mesmo. :)

Almoço terminado, fui para a atividade do dia: compras!!

Estava determinado a comprar duas coisas: um iPod nano e uma câmera. O iPod foi na Apple Store e a câmera na BestBuy, ambas lojas no Eaton Centre.

Nota: se você gosta dos produtos Apple, a Apple Store é um playground certo. Todos produtos ali a disposição para serem testados.

Depois de ter feito as compras, estava com duas sacolonas mais a mochila que uso no diário. Tive que vir para casa, porque estava carregado demais. Devo ter chegado pelas 16:40.

E agora a noite foi tempo de conhecer os brinquedos novos. :)

CN Tower


No último sábado, o meu programa foi passear na CN Tower.

Como estava um dia muito bom, a minha família aqui me sugeriu um passeio na CN Tower. A dica que eles me deram, já que estou matriculado em um programa de 15h/semana, foi comprar o City Pass. O City Pass dá direito a visitar 6 atrações turíscas em Toronto, são elas: CN Tower, Royal Ontario Museum, Casa Loma, Toronto Zoo, Hockey Hall of Fame e Ontario Science Centre.

Desci do subway na Union station e fui caminhando pela Front St W até chegar na CN Tower. Passei pelo Rogers Center e estava tendo um jogo de Futebol Americano lá. Passei pelo Rogers Center e passei pela praça que tem perto da CN Tower, bem legal por sinal.

Comprado o City Pass, rumo a CN Tower. Logo que se entra, tem a loja de lembranças, história da torre, etc. Fiz umas fotos e hora de subir. Eu achei muito legal o elevador. Bem rápido (também, tem que suber mais de 300 m).

A vista que se tem da cidade dá impressão que está dentro do jogo Sim City. É muito legal ver a cidade lá de cima e ter uma idéia de como é a cidade.

Estava bem cheio o lugar no sábado de tarde. A única coisa ruim é que para bater fotos, tem que se achar uma parte do vidro que esteja menos marcada. Mas paciência.

Confesso que não fiquei de pé no Glass Floor que tem lá. Fui, dei uma espiada e foi isso. Tinha gente que até se deitava no piso de vidro para bater fotos.

Devo ter ficado lá quase duas horas. Para quem tiver a oportunidade de vir a Toronto, vale a pena conferir.

domingo, 9 de setembro de 2007

Andando pela cidade


Depois de chegar na casa da família e ficar meio perdido, e sem ter programação para o primeiro final de semana, resolvi acompanhar a minha host-mother ao supermercado. No caminho, ela me mostrou onde eu poderia comprar um passe da TTC para a semana. Aproveitei e comprei mais uns tickets avulsos.

Pensando friamente, não foi negócio, porque vai sair o mesmo custo de um passe do mês. Mas como custo ia dar elas por elas, resolvi não cortar a mulher na hora. Fomos então para o supermercado. Nada extraordinário, mas tudo "tamanho-super". Sucrilhos de 1 Kg. :)

Retornamos para a casa e fiquei pensando o que faria. Eu tinha que almoçar ainda porque ainda não tinha feito uma refeição depois do café da manhã do avião. Conversei com a host-mother e ela me convenceu a mudar de half-board para full-board. Então almoçarei em casa. E pelo jeito é negócio. Fiz um lanchinho de tarde que virou o almoço e me custou quase CAD$ 8. Ah, o lanche foi no A&W no Eaton Centre.

Agora vamos ver como eu vou sobreviver no "basement" da casa na primeira noite. Isso até amanhã quando o quarto estiver liberado, porque dois outros estudantes estão de saída. Um japonês e um outro brasileiro. Acho que hoje chegou o alemão que está aqui na familía. E a host-mother comentou que ainda vira uma estudante da espanha.

Mais notícias em breve.

A foto é da prefeitura velha, eu acho. ;-)

E começa a viagem...

05/09/07 - Partida de Porto Alegre

Bom, o fato mais marcante era o meu nervosismo/ansiedade/insegurança, sei lá.

Chegamos minha esposa e eu no aeroporto de Porto Alegre quase 21h. O meu vôo estava marcado para às 23:10. O check-in foi muito tranquilo, sem fila. Então tive que ficar enrolando por 1:30 até ir para a sala de embarque. Ficamos conversando esse tempo, pois só voltaria a vê-la daqui a 24 dias.

A hora chegou, hora de embarcar. Me despedi da \(^_^)/ e fui.

Na sala de embarque já não havia mais lugares para sentar e então a solução era ficar escorado na parede. Tudo ocorreu no horário. Às 22:30 começaram a embarcar o pessoal e às 23:15 o avião da TAM já estava na cabeceira da pista. Confesso que nessa hora estava nervoso e animado. Eu nunca havia viajado de avião antes. Daí o A320 começa a acelerar e eu colar na poltrona. Mas nem tudo foi uma maravilha. Nos primeiros cinco minutos foi legal, tudo novidade. Nos 25 minutos seguintes, uma sensação incômoda, mas não chegava a ser um mal-estar. Acho que todo o meu sangue foi para as minhas pernas. Só depois desse tempo que o A320 chegou a altitude de cruzeiro. Daí ficou melhor.

Eu havia pedido um lugar na janela (se aquela porra caísse não fazia diferença de ficasse na janela ou corredor :) ), mas não consegui ver nada na decolagem porque estava colado na poltrona. Só consegui ver alguma coisa minutos antes do pouso, já em São Paulo. As luzes da cidade faziam uma vista bem legal.

06/09/07 - Chegada em São Paulo

Pouso tranquilo, cheguei 00:35. O problema foi pegar a bagagem, pois demorou muito. Depois de pegar a mala, por volta de 1:00, achei um telefone e liguei para a \(^_^)/ para avisar que tudo estava bem. Hora de pegar o táxi.

Peguei o táxi, disse que ia para o centro de Guarulhos e o taxista se tocou pra lá. Não sei que estrada/avenida ele estava, mas até ele entrar na cidade, ele não baixou de 120 km/h. Cheguei no hotel Mônaco Center e dei entrada. Larguei minhas coisas, me atirei na cama e até consegui assistir parte do Programa do Jô. Mesmo sendo 2:00 da manhã tinha uns FDP que ficaram em frente ao hotel fazendo barulho. Que inferno.

Acordei às 8:30 de uma noite mal dormida. Isso pode ser uma vantagem depois para o vôo para Toronto...

Café da manhã simples e 30 minutos depois estava de volta ao quarto. Nada pra fazer além de assistir TV. Internet? Só no outro Mônaco, que saco.

06/09/07 - Saída de São Paulo

A saída do Mônaco foi quase 14h. Fechei a conta e me toquei pro aeroporto de Guarulhos. Chegando lá, começou a sessão chá de banco...

Lá pelas 15h já havia passado na Polícia Federal para registrar o computador. Disseram que a minha câmera de 3.2 MP não precisava, assim como o iPod de 512 MB. Fui para a Asa D do aeroporto, onde ocorreria o check-in da Air Canada. Sentei em um banco pelas 15h e fiquei por ali porque era ruim de ficar passeando no aeroporto com uma mala de 25 Kg e com uma mochila pesando 8 Kg. Mas tudo bem.

Volta e meia olhava para os guichês que fariam o check-in da Air Canada e nada. Quando começaram a trocar as placas fui para lá e a fila já havia começado. Não sei ao certo quanto tempo fiquei lá, mas sei que cansei de ficar na fila. Feito o check-in, burocracias de Polícia Federal para o embarque. Tudo tranquilo, apenas uma "filinha" para acessar os portões de embarque internacional. Mais um chá de banco para esperar o embarque. Aproveitei o tempo e fiz um lanche porque não havia almoçado. O embarque começa e 21:30 todo mundo já está dentro do avião, mas como Cumbica está com a pista em reformas, atrasou um pouco, uma hora para ser mais preciso. Pelas 22:30 decolamos e a estimativa do Capitão era de ficar no ar 10h, fora os esquemas de ficar taxiando e etc. Vamos falar do avião agora...

Boing 767-300. A minha única queixa é que a poltrona não reclinava muito e a largura era meio exata para o meu tamanho, mas de resto era show. Cada um tinha sua "tevezinha" e podia-se escolher várias programações. Para se ter uma idéia, dava para escolher entre "The Time Machine", "Austin Powers", "Spider-man 3", "Shrek The Third", entre outros. Outra coisa engraçada era que todas mensagens vinham em Inglês, Francês e Português.

07/09/07 - Chegada em Toronto

A chegada em Toronto ocorreu 7:40 horário local, pega-se a bagagem de mão e começa-se a caminhar, e é grande aquele aeroporto. Vai-se para a fila da imigração, o sujeito vestindo preto com uma cara de emburrado pergunta o que eu vou fazer, onde vou ficar, etc e era isso. Bem-Vindo ao Canadá.

Fui para a saída. Cadê o tiozinho que tinha que me buscar? Por uns 5 minutos fiquei pensando... e agora? Pegar um táxi e ficar na mão do taxista? Logo depois chegou o tiozinho da ILSC e me trouxe até a família onde estou hospedado.

Continua no próximo post...

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Hoje é o Dia D

Hoje à noite começa a minha viagem (ou indiada) a Toronto. O próximo post provavelmente será de terras canadenses.

Assim que possível coloco aqui minhas experiências e fotos.

Nos falamos de Toronto. Até.